terça-feira, 25 de março de 2014

Quanto você está disposto a pagar por um ano a mais de vida?

Ano passado, no Encontro Nacional de Blogueiros da Saúde,  assisti uma palestra com o Dr. Otávio Clark que confirmou todas as minhas concepções sobre_viver. Qual o preço que estamos dispostos a pagar por um ano a mais de vida?Quanto vale a sua saúde?

Viver mais ou viver bem?

Depois de muito tempo sem nenhuma intercorrência, ontem foi um dia bem pesado na hemodiálise, o que me fez querer rever o vídeo da PALESTRA, no Youtube e reavaliar minhas prioridades...

Mês que vem faço 35 anos de vida_renal e em Julho dez de hemodiálise, pela segunda vez. Quem me acompanha sabe todos os sacrifícios e artifícios que faço para viver uma vida plena com  qualidade

Falar em qualidade de vida em hemodiálise é praticamente uma utopia, mas sim, eu consigo viver uma vida_renal aparentemente boa em relação a muitos outros pacientes.

Quando eu falo isso, estou falando em viver um dia de cada vez, estar com as pessoas que eu amo, comer o que gosto, ler bons livros, não viver em salas de espera passando mal ou com dores, organizar encontros e fazer scrapbooking. Não estou falando em casamento, filhos, emprego em uma multinacional, estudar fora ou badalar a noite, o que seria ter qualidade de vida reais para "mulheres da minha idade".

Um ano a mais de #vidarenal não me importa. Abrir mão, perder, deixar, doer, cansar por mais um ano não é uma alternativa muito interessante para mim.

Feliz?Satisfeita?Grata?Sim, muito!!O tempo todo, e faço de tudo para continuar vivendo. Na verdade eu só tenho a agradecer por todos os meus dias. Faço o que amo, trabalho com o que amo. Vivo as minhas verdades e realizo pequenos sonhos. Tenho pessoas queridas que me amam e apoiam em meus mais loucos projetos. Vivo muito bem, apesar de tudo...

Para mim, qualidade de vida em hemodiálise é ter uma clinica que atenda as necessidades e expectativas do paciente/cliente. Que seja um ambiente seguro, tranquilo e agradável onde ele possa chegar, dialisar na mesma sala, sentar na mesma cadeira, na mesma máquina, ter uma boa convivência com os colegas e funcionários, sem nenhuma intercorrência, não passar mal, aceitando os limites do corpo e voltar para casa bem. É pedir demais??

Não espero demais da minha #vidarenal, não quero fazer o terceiro transplante (pelo menos por enquanto) e a cura através da célula tronco é um sonho distante demais para mim...

Eu só quero continuar vivendo um dia de cada vez, sem muitos planos, sem muito stress. Sendo grata pelos pequenos e grandes acontecimentos diários. 

Clique no link e assistam a Palestra, se você for paciente, acompanhante, médico ou simplesmente um leitor do [.VR.]. Vale a pena para refletir no que realmente tem valor na sua vida. Na minha eu já descobri...e luto por isso todos os dias!!



Abraços,
Lü Sielskis.

4 comentários:

Maria Luiza Mesquita disse...

Oi Lu, eu só queria dizer que você é uma pessoa incrível, inspiração para mim e muitas pessoas renais ou não. Em um mundo onde só vejo pessoas reclamando você é uma luz, torço muito por ti. Bjssss

Nanda Campos disse...

Viver muitos e muitos dias, sobretudo, felizes é meu desejo pra você. Florzinha de longe te admiro pela garra e alegria com toda esta vida renal.
Quando tiver dias difíceis, conte conosco! Deus nos colocou uns com os outros pra isso - dar apoio na caminhada e, sinta-se realizada como mulher amiga porque você tem trabalhos lindos já feitos e a fazer também e eu, assim como muitas outras amorinhas precisamos e contamos com sua garra, sua força, sua energia, mas especialmente queremos sempre um tiquinho de você! Bjin e fica no colo de nosso papai amado. Que Deus cuide de você com muito carinho nestes dias nublados.....

Joelma F M disse...

Eu te adooooooruuuuuuuuu

George Lopes disse...

Muito bom texto, Lu, parabéns!