quarta-feira, 3 de julho de 2013

Anemia e a eritropoetina!



O rim produz um hormônio chamado eritropoetina (EPO), que estimula a produção de glóbulos vermelhos do sangue. O mau funcionamento dos rins diminui a formação desse hormônio, causando anemia.  A anemia é detectada quando os níveis de hemoglobina e hematócrito estão baixos. Quando não tratada pode causar diversas complicações como as doenças cardíacas, atraso no crescimento em crianças, disfunções sexuais, diminuição da capacidade de realizar exercícios e diminuição da defesa do organismo (imunidade). Existem ainda outros fatores que contribuem para o aparecimento ou piora da anemia como a perda de sangue, infecção, hiperparatiroidismo e diálise inadequada, entre outros.  A anemia afeta a maioria dos doentes renais. Avise seu médico sempre que tiver qualquer perda de sangue nas fezes e para as mulheres, quando menstruar. E ainda quando estiver sentindo cansaço ao fazer esforço físico, indisposição, fraqueza ou tontura. O tratamento para anemia deve ser feito com a reposição de eritropoetina, ferro, complexo B e ácido fólico para aumentar o número de glóbulos vermelhos. A dispensação de eritropoetina e do ferro endovenoso é rigorosamente controlada pela Secretaria da Saúde. Procure informações na sua Unidade de Diálise sobre como e onde receber essas medicações.

Existem atualmente no Brasil dois tipos de eritropoetina. Você deve ter muito cuidado com o armazenamento dessas medicações, pois uma delas deve ser conservada em geladeira. Lembre-se que para levar essa eritropoetina de casa para a diálise, você deverá colocá-la em um isopor com gelo. Se necessário, tire suas dúvidas com o médico ou com a enfermeira. Não fique surpreso ou preocupado se seu médico suspender ou diminuir a dose de eritropoetina temporariamente. Quando a hemoglobina e o hematócrito estiverem acima do recomendado, alguns problemas podem ocorrer como trombose de fístula, piora da eficiência da diálise e hipertensão. O uso do ferro também pode ser suspenso quando a reserva do ferro no organismo estiver alta. Além disso, sugere-se suspender o ferro na presença de infecção. Tratando corretamente a anemia você sentirá maior disposição para trabalhar, estudar, caminhar ou mesmo fazer exercícios físicos. Você terá diálises mais tranqüilas e com isso comerá e dormirá melhor. Lembre-se que o tratamento correto melhora muito a sua qualidade de vida.



Departamento de Hemodiálise da
Fundação Oswaldo Ramos UNIFESP - SP

Um comentário:

Nequéren Reis disse...

Olá!!!, Deus te abençoe, amiga o seu blog nos ajuda a pensar e refrite amei continue assim, S-U-C-E-S-S-O
Já estou te seguindo, aguardo a retribuição.
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br