quinta-feira, 25 de julho de 2013

Renais e o Calor Intenso!


No calor, costumo ficar mais cansada e sempre acho que sinto mais calor que as pessoas "normais".  

Pesquisando sobre este assunto, descobri que pacientes renais, em temperaturas mais elevadas, costumam sentir o aumento da temperatura corporal, cansaço fora do habitual, tonturas, respiração ofegante, boca e garganta seca. 

Acredito que isso se deve ao fato de que pacientes renais precisam regrar o consumo de água e outros líquidos. Então descobri algumas dicas do que podemos fazer, para aliviar os sintomas causados pelo clima quente e consequentemente o calor!

Medidas de Prevenção

1. Procurar ambientes frescos ou climatizados mesmo durante a noite. Evitar a exposição direta ao sol, principalmente entre as 11 e as 16 horas;
2. Dar atenção especial a grupos mais vulneráveis ao calor - doentes crónicos, idosos, crianças, grávidas e trabalhadores com atividades ao sol;
3. Visitar e acompanhar os idosos, em especial os que vivem isolados. Assegurar a sua correta  hidratação e permanência em ambiente fresco;
4. Moderar a atividade física, evitar a exposição direta ou indireta ao sol e garantir ingestão frequente de líquidos; (neste caso, atentar para o consumo exagerado de líquidos e beber a quantidade de líquidos aconselhada pelo médico)
5. Utilizar protetor solar com fator igual ou superior a 30 e renovar a sua aplicação de 2 em 2 horas e após os banhos na praia ou piscina, que não devem ser frequentadas entre as 11 horas e as 15 horas;
6. Vestir roupas leves e largas (incluindo chapéu), fabricadas com fibras naturais tais como o algodão;
7. Escolher horas de menor calor para viajar de carro ou sair de casa. Não permanecer dentro de viaturas estacionadas e expostas ao sol;
8. Evitar atividades que exijam grandes esforços físicos, nomeadamente laborais, desportivas e de lazer no exterior.
9. Evitar bebidas com cafeína, sal e álcool;
10. Tentar dormir em locais climatizados. Quando tal não é possível, colocar no quarto garrafas com gelo (em locais elevados e à cabeceira) e utilizar roupas leves e frescas;
11. Monitorar a pressão arterial. Ter atenção a sinais de vertigens ou tonturas, fatiga crescente e uma ‘aceleração’ ou irregularidade dos batimentos cardíacos.

Sinais de alerta e ações a desenvolver

Em caso de emergência, alguns cuidados devem ser tomados:
- Colocar o doente em um ambiente fresco;
- Oferecer pequenos cubos de gelo (em substituição de água)
- Pulverizar o corpo com água fresca;
- Avaliar a temperatura corporal;
- Verificar a pressão arterial;
- Contatar o Serviço Saúde;
- Contatar um médico ou deslocar-se à emergência.

Fonte:DGS e Portal da Diálise

Nenhum comentário: