segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

[.a garota de asas partidas.]

Era uma vez uma garota muito pequenininha que nasceu com as asas partidas,ela tinha uma linda família e era querida por todos.Era uma garota de riso fácil que chamava atenção quando estava alegre.

Quando arrumou seu primeiro emprego deu tudo de sí e mostrou ser capaz para muitos que não acreditavam nela.

Por ter nascido com as asas partidas,muita gente tinha pena dela.Ela ficava com raiva,pois não queria que sentissem pena dela,e sim,admiração.

Certo dia,depois de várias tentativas frustradas num ato de amor e coragem sua mãe lhe doou um pedaço de sua asa.E foi alí que aquela garota pôde descobrir o que era poder voar.Ela descobriu a liberdade.Naquele tempo ela foi muito feliz,mas ela só soube disso depois que o tempo passou.Ainda tinha pensamentos tristes sem saber que era alí que se encontrava a sua alegria.

Um dia ela acordou e percebeu que a asa que sua mãe pôde lhe dar havia se partido.Seu mundo desabou e ela chorou por dias e dias.Começou uma nova realidade para pequena menina.

Ela foi perdendo todas as coisas que amava.Sua profissão,sua alto-estima,sua liberdade...

Com suas asas partidas ela mudou o destino de muita gente, pois todos queriam a sua recuperação e mudaram suas vidas para ficar perto dela.

Hoje ela se sente infeliz, não apenas por ela, mas pelo mundo...pelas perdas, pelas pessoas que ela deixou.

No fundo, no fundo ela sabe que a vida é um presente de Deus...e que não devemos desperdiçar um minuto sequer deste precioso presente.

Mas ela tem muito medo e por isso fica parada aonde está...vendo a vida passar...

2 comentários:

LCSP disse...

Eu conheço essa menina.... ela tinha a asa quebrada porem uma alegria contagiante, seu espípito sempre jovem e reluzente fazia com que a alegria que tinha em seu coração... contaminasse os que estavam ao seu redor... portanto não deixe essa "luzinha" se apagar, assim todos ficaremos no escuro...(E é mt ruim se sentir sozinho... só eu sei!!!). Amo suas postagens, é como como um lago no deserto... ele insiste em querer estar ali Deus quer que ele esteje ali e pq sabe que as pessoas que passarem por lá precisaram dele... Graças a Deus.. Amo-te fofura... (LCS_'P')Heheheh...

Anônimo disse...

Olá,
Eu também recebi um rim da minha mãe e, tal como tu, também o perdi.
Durante um ano fiz diálise peritoneal e no inicio deste ano iniciei hemodiálise.
Sofri muito com o transplante, estive muitas vezes doente com infecções e neste momento, a fazer HD, sinto-me maravilhosamente bem.
Deus é grande não desmoralizes nunca. Força.

Um grande beijinho deste lado do oceano.

Ana