quinta-feira, 18 de março de 2010

[.o silêncio do tempo.]

E bem na hora fez silêncio
Silenciou meu coração
E no vazio frio da noite
Choveu pétalas de rosas brancas

E a vida foi passando
Como os dias
E os ponteiros do relógio
Como à me lembrar que
Não devemos desperdiçar
Um só segundo dessa vida

Por que uma hora a vida passa
E com ela tudo o que vivemos
O que sobra são lembranças
Que são boas ou ruins

Por isso digo hoje e sempre
Que para valer a pena
Basta viver...

2 comentários:

Anônimo disse...

Está estranho, sumiu mt coisa do blog, o que houve?

Anônimo disse...

q bonito texto!vc escreve muito bem,parabêns!