terça-feira, 18 de maio de 2010

[.uma saudade eterna que persiste em meu peito.]

"Entre as portas do visível e do invisível,uma tênue barreira nos separa da eternidade.
Além da materialidade passageira das coisas,fica o reino das coisas verdadeiras que a gente carrega como um tesouro no coração.
Laços inquebráveis de um amor insuperável.
Ternuras profundas de uma amizade real.
Mãos que se selam como guardiãs de nossa caminhada.
Espíritos de luz iluminando nosso coração
Fantasmas familiares como guias,
como forças de proteção
Aí a gente vê que o tempo não vale nada
É pó na estrada da evolução."

youtube.com

Nenhum comentário: